Startup Simplex abre candidaturas
12 março 2016

As candidaturas ao Startup Simplex estão abertas entre 8 de março e 20 de abril. Esta iniciativa foi definida pelo Primeiro-Ministro António Costa como «um convite a todos os empreendedores que queiram desenvolver projetos ou aplicações que permitam servir a Administração Pública na sua relação com os cidadãos e com as empresas com o objetivo de incorporar a inovação no funcionamento da Administração Pública, quando esteve presente na Volta Nacional Simplex em Aveiro, em 17 de fevereiro.

As candidaturas podem ser submetidas em www.startup.simplex.gov.pt, onde se encontra também toda a informação necessária.

A Secretária de Estado Adjunta e da Modernização Administrativa, Graça, Fonseca, explicou, na mesma sessão de auscultação dos cidadãos sobre as medidas de simplificação, que «procuramos boas ideias de serviços e produtos para simplificar a vida dos cidadãos e das empresas na sua relação com os serviços públicos».

A Secretária de Estado referiu que «a ideia é aproximar os jovens empresários doContarea simplex.png setor público e colocar as ideias de negócio ao serviço das pessoas. Hoje, existe uma enorme desconfiança dos mais jovens face aos decisores e esse é um dos grandes défices que temos de tratar de combater».

O Governo espera «conseguir recolher as melhores ideias para soluções» através da contribuição da rede de incubadoras de empresas, que será chamada a participar no concurso.

«Queremos cruzar startups com este esforço de simplificação de processos, já que se tratam de universos muito diferentes», disse Graça Fonseca, acrescentando que «sto pode ser algo muito útil para o Estado e para quem quer criar novos negócios».

Concurso
Ao concurso do Start up Simplex serão submetidos projetos (sejam ideias por desenvolver ou plataformas ou aplicações que já existam) para modernização e a simplificação de processos da Administração Pública.

Os projetos apresentados serão sujeitos a uma avaliação da qual sairão 10 finalistas. Estes finalistas do Start up Simplex serão avaliados por um júri, que deverá incluir responsáveis da Administração e responsáveis empresariais, tais como fundadores de startups e responsáveis de incubadoras de empresas.

No final, «as 3 melhores ideias serão inscritas no Programa Simplex 2016 e serão desenvolvidas e implementadas com o nosso apoio», disse Graça Fonseca.

O jurí do concurso é presidido por João Tiago Silveira, ex-Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros e da Justiça, responsável pelos projetos Empresa na Hora e Casa Pronta, e integra Paulo Pereira da Silva, CEO da Renova, Manuela Tavares de Sousa, CEO da Imperial, Vasco Barbosa, CTO da Jack The Maker, Cristina Fonseca, Co-fundadora da Talkdesk, e Celso Carvalho, Director-Geral da Incubadora de Empresas da Universidade de Aveiro.

Fonte: www.portugal.gov.pt
‹ voltar